Vem, cara, me retrate/Não é impossível/Eu não sou difícil de ler/Faça sua parte/Eu sou daqui eu não sou de Marte/Vem, cara, me repara/Não vê, tá na cara, sou porta-bandeira de mim/Só não se perca ao entrar/No meu infinito particular(...)"

.tags

. todas as tags

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.les moines boudhistes- my spirit flies

.posts recentes

. ser supreendida!

. facebook...

. voltar aqui

. pontuação...

. cigarro tecnológico

. já tinha saudades...

. ó meu rico menino!

. como quero me sentir!

. perdi-me...e não me consi...

. há quanto tempo anda nest...

. uma forma de vêr!

. uma verdade!

. Não custa nada fazer, é s...

. origem vegetal ou orige a...

. As respostas de um amigo

Sábado, 8 de Julho de 2006

Above all, be kind!

"...Marieta oferece-me um sorriso desarmante...Marieta oferece-me outra vez um sorriso desarmante..." (Crónica de um viajante no Expresso desta semana)

Também eu aprendi a sorrir assim, este sorriso é-nos ensinado pelos animais não pelas pessoas, os animais por mais dores e sofrimento que tenham oferecem-nos sempre o melhor dos seus sorrisos, mesmo que por vezes o som e a atitude pareça ser outra é compaixão que nos ofereçem, por diversas vezes tive o privilégio de presenciar este dom, durante alguns anos quando me deparava com situações de crueldade ficava irritada, com vontade de aniquilar da face da terra tais seres humanos, e se por mero acaso até sabia quem era o dito cujo aí sim a minha fúria vinha toda ao de cima, hoje não! hoje tento sempre compreender o porquê, qual o motivo? e se mesmo assim não conseguir compreender, preocupe-me antes com quem realmente está a precisar no momento da minha ajuda e não com tal ser energúmeno(esta teve de saír não sou de ferro), mas quem me ensinou a ser assim não foram realmente os ditos seres pensantes que me rodeiam mas sim aqueles que depois de terem sido queimados, violados, estropiados de diversas formas, amarrados para morrerem á fome e sede num local aonde ninguém passe, enfiados dentro de sacos, atirados aos poços e outros locais que nem vale a pena referenciar, chegar ao pé deles, desamarrar sacos e ter como a primeira atitude o lamber as minhas mãos, quem sou eu para julgar os outros quando estes seres que tudo tinham para serem agressivos o não são, rendo-me! e resta-me sim colocar um sorriso desarmante... até porque o Mundo fica mais leve aonde quer que vá as pessoas são simpáticas comigo, até nas r.p. que tanta gente critica, porque aprendi e levo sempre na bagagem um sorriso desarmante, não há quem não se renda experimentem!

  


publicado por bruxabouga às 09:54

link do post | comentar | favorito
|

.porque sou de 67 - Brel

.é só carregar no play e pause na Mylene...

.mais sobre mim

.links

.contas

Search this website:

Powered by Apollofind.com

.as minhas fotos

.arquivos

. Janeiro 2010

. Julho 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

blogs SAPO

.subscrever feeds