Vem, cara, me retrate/Não é impossível/Eu não sou difícil de ler/Faça sua parte/Eu sou daqui eu não sou de Marte/Vem, cara, me repara/Não vê, tá na cara, sou porta-bandeira de mim/Só não se perca ao entrar/No meu infinito particular(...)"

.tags

. todas as tags

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.les moines boudhistes- my spirit flies

.posts recentes

. ser supreendida!

. facebook...

. voltar aqui

. pontuação...

. cigarro tecnológico

. já tinha saudades...

. ó meu rico menino!

. como quero me sentir!

. perdi-me...e não me consi...

. há quanto tempo anda nest...

. uma forma de vêr!

. uma verdade!

. Não custa nada fazer, é s...

. origem vegetal ou orige a...

. As respostas de um amigo

Sexta-feira, 30 de Junho de 2006

Harnas Wildlife Foundation

Harnas Lifeline Project

Background

Harnas is one of the only Wildlife Orphanages and Welfare Centers in the Southern Africa. More than 200 wild animals, including Lion, Leopard, Cheetah and Wild dog, even the smallest Suricate and baby Baboons have made Harnas their sanctuary and home, after being neglected, abused or abandoned.

 

 

Receber um mail de um amigo que se esteve aqui uns dias e dizer-me que só pensava em mim estão a vêr o quanto a minha alma se encheu!

querem saber mais? www.harnas.de

 


publicado por bruxabouga às 22:10

link do post | comentar | favorito
|

este portugal está louco!

Irra que já chateia, eu não tenho nada contra o patriotismo, mas um patriotismo só virado para uma bola... tenham dó está certo que o mundo é redondo, a lua também, o sol enfim creio que todos os planetas deste universo são redondos, que andamos sempre em circulo, etc, etc, mas tanta paixão por uma bola? que relação esta entre o homem e a bola? se tocarmos em alguns pontos filosóficos podemos dizer que o homem relaciona-se com algum e comporta-se perante isso enquanto algo imediato e de externo também como um individuo imediato e externo e, por conseguinte, sensível, ou seja popularmente falando vê-se o futebol como algo que nos dá um resultado imediato, como tal gostamos, não temos a espera, a dúvida enfim a incerteza, pode sim até existir um pouco destes três mas a solução, ou melhor a resolução é quase imediata. Tudo bem que Portugal jogue bem e ganhe, e tudo bem que enquanto o país andar todo entusiasmado com isto nada mais é notícia, hoje foi dado a notícia que Freitas do Amaral se retirou por motivos de saúde, ninguém fala  no assunto, outrora talvez  questões se colocariam  , e como parêntese desejo que a cirurgia corra bem!

publicado por bruxabouga às 19:24

link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 29 de Junho de 2006

Samuel Beckett

"...Onde iria, se pudesse ir, que seria, se pudesse ser, que diria, se tivesse uma voz, quem é que fala assim, dizendo que sou eu?Respondam simplesmente, haja alguém que responda simplesmente. É o mesmo desconhecido de sempre, o único para quem existo, nas profundezas da minha inexistência, da sua inexistência, da nossa, ora aí está uma resposta simples...." in Novelas e textos para nada- Samuel Beckett

Este é só um extracto deste livro fantástico, hoje fui a uma super feira de livros, encontrei alguns que já tinha lido e que procurava algum tempo, outros que ainda não tinha lido e que nem procurava, enfim ao todo vim com uma boa quantidade de literatura para casa, do grande Samuel Beckett, encontrei este acima descrito, "Murphy", "Watt", "O inominável".

 


publicado por bruxabouga às 22:15

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 28 de Junho de 2006

Do you Know what lazy is?

Lazy is taking a cofee break between naps.

publicado por bruxabouga às 08:23

link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 25 de Junho de 2006

Esta gostei

Se o teu companheiro é daqueles que cada vez que o calor aperta e uma mini-saia lhe passa ao lado até com torcicolo fica então vai aqui http://www.nethumour.com/jeux_java/jalouse-flash.php


publicado por bruxabouga às 17:58

link do post | comentar | favorito
|

Invisibilidade

Achei este feitiço... é não sei se dá resultado ou não porque ainda não experimentei, mas gostei da ideia.

Invisibilidade

Feche os olhos. Imagine um círculo branco ao redor de você e imagine sua cor ser sugada para esse círculo até que você se torne transparente. Enquanto imagina isso, diga: "Círculo de luz, Circulo de poder. Por um tempo, deposito minha cor Por favor devolva-a ao meu dizer Torne-me invisível Faça eu me movimentar sem ninguém perceber" Pronto, quando desejar voltar ao normal, ordene ao círculo que devolva sua cor. ATENÇÃO: Só pessoas experientes devem usar esse encantamento

E para quem estiver interessado noutros www.oldreligion.com.br


publicado por bruxabouga às 11:01

link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 24 de Junho de 2006

vinoterapia

Este ano as termas que os meus filhos e a minha mãe frequentam á mais de 12 anos têm uma novidade, recebi pelo correio o convite "vinoterapia" até á data muito honestamente nunca tive muita paciência para as ditas, salvo um ano que estava realmente a precisar e diga-se de passagem que também não aguntei mais que 5 dias, para quem procure calma e sem nada para fazer  ali é o local certo, um vale aonde só existe um hotel, uma pensão e dois cafés, porque segundo diziam nada lá mais podia surgir, a mafia local não permitia, houve em tempos até um emigrante que tentou lá invistir, mas a obra que eu saiba até hoje continua parada. Agora com este serviço novo mais virado para a estética não sei se as coisas não teram de mudar e daí até talvez não pois quem quer ír tirar as rugas, celulite, e todas as maleitas da idade talvez não esteja muito interessada em ser conhecida...ou falada... agora também me pergunto será que já ninguém bebe vinho e têm de lhe dar algum destino, ou é a previsão da falta de água que faz surgir alternativas? uma coisa é certa não sei se este ano não volto ás ditas cujas para experimentar esta novidade, afinal de contas embora ainda não esteja naquela fase de me mascarar como uma odalisca, algumas coisitas já podia ser melhoradas, os 40 a chegar!...

Para quem quiser saber mais detalhes www.termasdealcafache.pt

e uma imagem para aguçar o apetite

p.s. peço desculpa por algum erro ortográfico ou gramatical, mas não me apeteçe nem reler nem verificar.


publicado por bruxabouga às 11:29

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 23 de Junho de 2006

António Ramos Rosa

EM TORNO DO IMPONDERÁVEL

O mais seguro abrigo

é o que oscila um pouco

como se oscilássemos

sobre a matéria viva

ou no coração do espaço

 

O poema deve

aparecer

como um objecto supérfluo

e surpreendente

 

Duas borboletas pousaram

cada uma na sua flor

e depois trocaram

de flor

 

Não pensar

é mais difícil

do que pensar

e o pensamento

é tanto mais rico e fluído

quanto inclui em si

o vazio de não pensar

 

A sabedoria

é uma espécie de ignorância

que só apreende

o que é digno de ser conhecido

 

O silêncio só é o silêncio

quando é o silêncio do silêncio.


publicado por bruxabouga às 21:26

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 21 de Junho de 2006

tirado do www.fmmedia.no.sapo.pt

 
 
     
BRANCA
DE NEVE
de João
César
Monteiro
A mais polémica obra do mais polémico cineasta português: BRANCA DE NEVE é a obra ao negro de João César Monteiro, encantatória récita do texto de Robert Walser pontuada por flashes luminosos e, no final, pela presença do próprio cineasta.
 
Sobre o Filme:
 
Robert Walser retoma o conto onde Grimm o deixou. As personagens, na mão do poeta, permitem-se tudo, mesmo fazer uma careta à lenda.
Que imprudente ideia, a do príncipe, ter interrompido Branca de Neve no melhor dos sonos e, com um beijo que ela negará sempre, retirá-la do caixão de vidro para a restituir à vida, isto é, à carne, e arrogar-se direitos sobre ela.
Neste "dramolete", Walser está ainda mergulhado nos conflitos da infância. Nota-se aqui quando o pai é inexistente. É sempre com a mãe, ou a madrasta, que a heroína se deve confrontar.
Se Branca de Neve deseja morrer ou regressar ao país dos seus anões, é porque não está convencida da boa-fé da rainha. A sua madrasta não quis envenená-la? Quando Branca de Neve, salva pelo príncipe, voltou à vida, a rainha, graças aos seus beijos, não incitou, acto contínuo, o caçador a apunhalá-la?
E eis o príncipe e a jovem, tão pura quanto o seu nome indica, - o qual evoca para nós a morte de Walser na neve - aterrorizados por uma cena bestial entre a rainha e o caçador. O homem está deitado sobre a mulher e as suas atitudes parecem aos dois inocentes uma brutalidade espantosa. O amor será isto? Uma luta encarniçada?
Beijos envenenados, amor e crime intimamente imbricados, é absolutamente imprescindível corrigir o conto de Grimm. A mãe, madrasta, não pode ser tão malvada, seria insuportável. Mas Branca de Neve deve aprender que amor e ódio não estão nunca muito afastados. Ela compreende. Julgava-se - como Robert - "ferida, expulsa, perseguida, odiada". Era apenas tonta e agora tudo acaba em bem. Branca de Neve escolheu ser feliz.
Por que preço? O dilema é quase hamletiano: a afirmação da pequenez do sim, implica a renúncia à grandeza do não. Os derradeiros flocos de neve derretem-se ante o triunfo dos raios solares. O mundo social não hospeda o mundo mítico.
Le bonheur n'est pas gai.
Ó noite, coberta pelo teu manto de lua: a neve, a neve ainda?
 
Marie-Louise Audiberti / João César Monteiro

 


publicado por bruxabouga às 18:00

link do post | comentar | favorito
|

sexo por telefone...

Estas acho que só a mim é que me acontecem, se bem que no fundo acho que todos pensamos que as coisas só a nós é que nos acontecem, é um cliché, enfim, pois é estava eu a entrar no meu carro com as compras do supermercado e mais uma vez, isto agora só como parêntese lá fui eu para a secção dos livros, música e dvd´s , desta vez foi um dvd "Branca de Neve"de João César Monteiro, mas continuando aquilo que me trouxe agora aqui, quando olho para o lado e reparo no enrubescimento da alma que estava dentro do carro ao lado do meu, não liguei inicialmente, mas o levantar súbito do jornal quando eu, tive de me encostar ao carro do dito cujo pois ele tinha feito o favor de quase nem deixar espaço entre od dois, chamou-me á atenção, bem ver mesmo eu não vi, também diga-se de passagem que não fiz muita questão nisso, mas conheço bem as páginas dos classificados dessa secção, não que tenha o h á bito de os lêr mas estão mesmo pegados a outros que quando tenho oportunidade leio, e como esses normalmente até estão em maior destaque, salta-nos aos olhos mesmo que não queiramos. O triste ou cómico nem sei bem como classificar é que o dito cujo não era nem velho, nem me pareceu de todo indecoroso, disforme, desagrad á vel, etc , mas quem sou eu para julgar tal personagem, e vá se lá saber porquê? Calma este porquê refere-se tão somente ao porquê de ele tomar tal atitude, não que eu faça o mesmo ou semelhante, também não sou nenhuma pura e inocente, mas ainda não cheguei a esse ponto...

 

 


publicado por bruxabouga às 17:45

link do post | comentar | favorito
|

.porque sou de 67 - Brel

.é só carregar no play e pause na Mylene...

.mais sobre mim

.links

.contas

Search this website:

Powered by Apollofind.com

.as minhas fotos

.arquivos

. Janeiro 2010

. Julho 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

blogs SAPO

.subscrever feeds