Vem, cara, me retrate/Não é impossível/Eu não sou difícil de ler/Faça sua parte/Eu sou daqui eu não sou de Marte/Vem, cara, me repara/Não vê, tá na cara, sou porta-bandeira de mim/Só não se perca ao entrar/No meu infinito particular(...)"

.tags

. todas as tags

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.les moines boudhistes- my spirit flies

.posts recentes

. ser supreendida!

. facebook...

. voltar aqui

. pontuação...

. cigarro tecnológico

. já tinha saudades...

. ó meu rico menino!

. como quero me sentir!

. perdi-me...e não me consi...

. há quanto tempo anda nest...

. uma forma de vêr!

. uma verdade!

. Não custa nada fazer, é s...

. origem vegetal ou orige a...

. As respostas de um amigo

Domingo, 10 de Setembro de 2006

esta não resisti

lundi 4 septembre 2006, 14h51
 
Chine : un tribunal accorde à une femme divorcé e un droit de visite au chien

Photo
agrandir la photo

PEKIN (AFP) - Un tribunal chinois a ordonné à un homme divorcé qu'il permette à son ex femme de rendre visite à leur chien .

Les deux membres de ce couple sans enfant , habitant à Guilin dans le sud-ouest de la Chine , aimaient beaucoup leur chien qu'ils traitaient comme leur propre enfant ", a rapporté le journal China Daily . Mais après le divorce il y a un an , l homme avait interdit à son ex-épouse de voir l'animal .

 

Un tribunal local a jugé la plainte de l ex-épouse recevable et lui a accordé une visite par mois .
É uma pena nós c á é sempre a primeira "coisa" a ser largada, não imaginam a quantidade de animais que me são entregues  por causa dos divórcios, uns definitivamente outros mais tarde uma as partes l á lhe d á um rebate da dita consciência e vêm buscar o companheiro de quatro patas, j á que o de duas é uma caso perdido mesmo, muitas das vezes logo desde o inicio tento sensibilizar a parte que tomou a iniciativa de me entregar o triste companheiro de 4 patas que no momento nada est á a entender e até estava a sentir-se confort á vel nesta nova situação pois as discussões haviam terminado e até tinha estado até então o outro dono, pois é mas a situação torna-se diferente...uns porque a casa vai ser vendida e o espaço agora j á não d á outros porque não têm nem tempo nem paciência pois quem desde o inicio quis o cão foi  outro e entretanto esse outro foi o mesmo que tomou a iniciativa de sair de casa, enfim inúmeras e diferentes situações ou penso que de uma maneira mais real falando de comodismo mesmo e falta e senso, mas eu não sou ninguém para julgar quem quer que seja e cada um sabe o que sente, como tal o eu papel aqui é de aceitar o bichinho que ficou a sobrar, e dar-lho o maior conforto e carinho possível , embora confesse que alguma as vezes isso se torna difícil pois a tristeza deles é tanta que o conduz à morte...

publicado por bruxabouga às 21:56

link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Maitê a 10 de Setembro de 2006 às 23:10
Oi!!!

Estou com um blog novo. O outro tá dando muitos gastos e problemas... Um abraço


Comentar post

.porque sou de 67 - Brel

.é só carregar no play e pause na Mylene...

.mais sobre mim

.links

.contas

Search this website:

Powered by Apollofind.com

.as minhas fotos

.arquivos

. Janeiro 2010

. Julho 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

blogs SAPO

.subscrever feeds